Olá, meu nome é Geovanna e eu sou uma das novas autoras do Maus Hábitos!
Hoje fiz uma resenha para vocês sobre um filme que assisti recentemente e queria compartilhar essa resenha, espero que gostem! O Filme baby driver, que foi traduzido para o português com o nome de “em ritmo de fuga”, começa com Baby - que é encenado pelo ator Ansel Elgort - sentado em um carro vermelho e ouvindo música no fone de ouvido.

Resultado de imagem para baby driver filme


Sinopse: O jovem Baby (Ansel Elgort) tem uma mania curiosa: precisa ouvir músicas o tempo todo para silenciar o zumbido que perturba seus ouvidos desde um acidente na infância. Excelente motorista, ele é o piloto de fuga oficial dos assaltos de Doc (Kevin Spacey), mas não vê a hora de deixar o cargo, principalmente depois que se vê apaixonado pela garçonete Debora (Lily James)

Ele está usando óculos escuros se encontra aparentemente relaxado. Segundos depois dessa apresentação que temos de Baby entram três pessoas em cena: eles estavam em um assalto e Baby tem como função nesse trabalho correr! Baby é o motorista dessa fuga, que trás como som que te embala e te faz se fixar a música “bellbottoms”, que faz com que a trama fique curiosa e atraente. O personagem de Ansel tem um super plano de fuga e consegue fugir de policiais.


O filme te faz vidrar em Baby, porque além de Ansel ser um menino fisicamente atraente ele, é uma boa pessoa. Baby deve serviços a uma pessoa que se julga chefe dele e o ameaça caso ele não cumpra com seu trabalho. Rápido e habilidoso o protagonista é totalmente ligado em assunto da atualidade, tem como hobbie produzir músicas e sons tanto no teclado como no gravador.
Vindo de uma família conturbada, Baby viu seus pais morrerem em um acidente de carro. Ele tem uma grande herança artística de sua mãe que fez com que baby tivesse um caminho predestinado, criado com seu pai adotivo que é mudo ele cuida e diverte a todo o momento, demonstrando sempre várias preocupações pelo homem.
Baby também se apaixona por Débora (Lily James), mas acaba se envolvendo em problemas maiores, chantageado mais uma vez para um novo trabalho. Ele, que planejava fugir da cidade com Débora, não consegue ir ao encontro marcado, o que o leva a um novo assalto onde as coisas dão errado em mais uma cena de fuga. Quando tudo parece ficar bem Baby e Débora são pegos e ele se rende, indo ao tribunal onde é julgado e tem vários depoimentos a seu favor. Ele pega 5 anos de prisão onde ele a todo momento ajuda e mantém bom comportamento, Baby felizmente sai e tem sua vida feliz com Débora.
O que te faz se sentir uma identificação com o filme é o fato de que, apesar de ele ter uma ótima trilha sonora te faz lembrar de como é bom estar apaixonado, aquele sentimento de primeiro amor que te envolve e te faz também sentir vontade de fugir , sem se preocupar, apenas dirigir pela estrada em busca da liberdade e ouvindo um bom som.
O cuidado que ele tem com seu pai adotivo de deixa-lo em um lugar seguro antes de ir embora e o desejo de liberdade que todos nós temos em nossos corações mas muitas vezes temos medo de alcança-la . É um ótimo filme para quem deseja sonhar um pouco com uma fuga e viver um grande amor.

(por Geovanna Galvão)


Deixe um comentário